Corretor de Imóveis, Dicas, Marketing Digital, Mercado Imobiliário

Como usar a ferramenta SWOT na profissão de corretor de imóveis

como usar a ferramenta SWOT na profissão de corretor de imóveis 1

Você já ouviu falar da análise SWOT? Não? É sobre ela que eu quero falar com você hoje. Especialmente o que ela é e como ela pode ser aplicada a profissão de corretor de imóveis. Basicamente nosso bate-papo de hoje tem focado como usar a ferramenta SWOT na profissão de corretor de imóveis.

Mas claro, antes de saber como usar a análise SWOT, você precisa saber o que ela é de fato, não é mesmo? Pois vamos lá.

A análise SWOT é uma análise de gestão utilizada para o planejamento de diferentes setores. Tem o objetivo de favorecer as ações estratégicas de empresas e projetos de diferentes áreas.

Dessa maneira quando aplicada de maneira adequada a análise SWOT acaba sendo fundamental para determinar o crescimento do profissional de quem atua como corretor de imóveis.

SWOT advém de uma sigla em inglês que significa strengths, weaknesses, opportunities e threats. Podemos traduzir para o português a qual a análise está conhecida como análise FOFA. Ou seja, análise de Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças.

Aplicando a metodologia da análise ao contexto real é basicamente avaliar o cenário no qual o profissional ou empresa se insere e com os quais os agentes que com ela se relacionam produzem efeito. Além disso, quais são as relações estabelecidas.

A análise SWOT ou FOFA é empregada sobretudo para a tomada de decisões e também pode ser utilizada para a gestão de projetos e o estudo de cenários.

A partir do conhecimento do que vem a ser a análise SWOT e o que ela leva em consideração, você deve estar se perguntando como ela pode ser aplicada a sua área, não é? Afinal, como usar a ferramenta SWOT na profissão de corretor de imóveis?

Como usar a ferramenta SWOT na profissão de corretor de imóveis?

A análise SWOT é sobretudo uma ferramenta de gestão e caso você atue com um funcionário ele deve ser incorporado no processo de análise. Isso acontece porque a análise apresenta melhores resultados quando empregada também nos colaboradores além dos empresários e empreendedores.

Para começar a fazer a análise SWOT você precisa primeiramente realizar a análise dos fatores internos. Tantos os atributos essenciais como profissionais e o que pode melhorar. Em seguida faça a mesma análise para o ambiente externo. Nesse caso, verifique o microambiente e o macroambiente, o que podem ser considerado chances de crescimento para você e o que pode comprometer o seu posicionamento no mercado.

A partir daqui monte a matriz da análise SWOT para que comecemos efetivamente a estruturá-la. Com a estruturação da matriz será possível visualizar dentro do que sobretudo se mostra como fraqueza e ameaça o que pode ser feito e qual a viabilidade das ações pensadas.

Por exemplo, vamos imaginar que você tenha duas características que se alocam em fraquezas, a partir delas temos determinadas ações de melhoria.

Qual a viabilidade para a realização dessas ações de melhoria?

A partir de todas as informações coletadas se faz possível refinar ainda mais as ações estratégicas para aperfeiçoamento do seu posicionamento de mercado.

Colocando em prática a análise SWOT

No campo de Forças, por exemplo, podem levar em consideração o conhecimento específico sobre a região, além de especialidades na avaliação dos imóveis ou ainda facilidade de relacionamento com o cliente.

Como fraqueza, em contrapartida, temos uma série de outros exemplos com o baixo investimento em marketing digital, o baixo conhecimento em campos de conhecimento técnico, e também a baixa variedade dos produtos.

As oportunidades podem se manifestar como, por exemplo, os fatores externos que podem contribuir sistematicamente para o sucesso da empresa. Dentre elas temos trabalho em parceria, realização de palestras e participação em sites especializados.

Aliste-se agora mesmo na maior Tropa de vendas do Brasil!

Deixe um comentário